Centro: Uma introdução à cena da vida noturna do grunge de São Paulo

Passe Virtual A Luz do Espiritismo (Março 2019).

Anonim

Em meados da década de 1990, a cena grunge de São Paulo foi próspera e agitada. Bandas como Nirvana e Pearl Jam entraram na vida noturna brasileira, com sua música alcançando as paradas dos 10 melhores e tocando em boates de todo o país. Em São Paulo, o que antes era underground tornou-se moderno e clubes focados em artistas e bandas grunge começaram a aparecer em todos os lugares.

Madame Club

Era impossível falar sobre o movimento subterrâneo grunge de São Paulo sem mencionar a boate Madame Satã. No início dos anos 2000, no entanto, o movimento havia diminuído bastante e as boates que atendem a essa tribo específica se tornaram mais ecléticas, diversificando sua música e clientela. Madame Satã fechou temporariamente, reabrindo várias vezes sob nomes diferentes, mas em 2007 fechou para sempre. Em 2011, foi reaberto mais uma vez, agora como Madame Club. O clube hoje continua a atender as tribos alternativas, com bandas de rock tocando na maioria das noites da semana. Quando não há show ao vivo, os DJs do clube mantêm a festa com vinis memoráveis.

Madame, Rua Conselheiro Ramalho, 873, Centro São Paulo, Brasil, +55 11 2592 4474

Hole Club

Atualmente, poucos clubes sobrevivem apenas na cena underground. Um deles é o Hole Club, localizado na Rua Augusta há 13 anos. O clube, dedicado ao rock, geralmente tem bandas ao vivo às sextas e sábados, e às quintas-feiras tem uma festa dedicada à música psicodélica.

Buraco Clube, Rua Augusta, 2203, Centro, São Paulo, Brasil

Hangar 110

Outro ponto de encontro tradicional dos aficionados do rock é o Hangar 110 club, que recebeu não apenas bandas cover grunge, mas também bandas punk e hardcore internacionais. O espaço também funciona como uma vitrine para divulgar as menos conhecidas bandas brasileiras de hardcore da cidade e de outras partes do país.

Hangar 110, Rua Rodolfo Miranda, 110, Bom Retiro, São Paulo, Brasil, +55 11 3229 7442

Funhouse

Com a cena musical alternativa se deslocando para o Baixo Augusta, os empresários noturnos começaram a ver as oportunidades em torno da Rua Augusta e da Bela Cintra para investir em clubes da região. Um dos primeiros a aproveitar a oportunidade foi a casa noturna Funhouse. Embora a boate possa receber algumas críticas de roqueiros durões, porque não tem bandas ao vivo e, em vez disso, tem bolas de discoteca penduradas no teto, a casa tem DJs muito bons que escolhem cuidadosamente seu repertório, ajudando os músicos a entrar no clube na sexta-feira. e noites de sábado.

Funhouse, Rua Bela Cintra 567, Consolação, São Paulo, Brasil, +55 11 3854 6522

Clube Outs

Muito perto, na Rua Augusta, o Clube Outs também é muito popular com a tribo pós-grunge, e realiza festas temáticas memoráveis ​​durante todo o ano.

Clube Outs Rua Augusta 486, Consolação, São Paulo, Brasil, +55 11 3237 4940